10/09/2021 14:21 - Tendências

4 tendências sobre o mundo corporativo pós pandemia

As ideias a seguir já são tópicos frequentes nos maiores fóruns sobre trabalho nas redes sociais.

Dizer que o mundo mudou desde o começo da pandemia é um eufemismo, uma vez que a vida de todos os indivíduos participantes das organizações sociais foi impactada de maneira nada gradual. À medida que um ensaio de retorno à vida comum se desenha, principalmente nos países de primeiro mundo, surge a questão: como o mundo corporativo irá se apresentar no pós pandemia?

Após pesquisa em diversos canais de recursos humanos, educativos e governamentais reunimos 4 tendências que podem vir a fazer (ou continuarão a ser) parte da rotina dos profissionais. Acompanhe:


1 - Escala híbrida como modelo organizacional

Os setores que possibilitam o trabalho remoto adaptaram-se ao home office durante quase o ano de 2020 inteiro, e desde que os cuidados primordiais contra a infecção do Corona Vírus ficaram mais claros - e a imunização em massa um sonho mais real -, grande parte das empresas passaram a adotar o sistema híbrido de trabalho, no qual o colaborador trabalha uma parte do tempo em casa e outra no escritório. Segundo reportagem do “Jornal Hoje”, a tendência mercadológica é que essa prática se perpetue ao ponto de virar o modelo organizacional mais comum.

E para mostrar total sinergia com a nova configuração de trabalho, a Gebb Work orgulha-se em receber o Prêmio Top Móbile 2021, na categoria Home Office, que reconhece as empresas brasileiras com maior lembrança de marca do setor moveleiro. "Com a chegada da pandemia esse mobiliário ficou ainda mais em evidência e ser uma das marcas mais lembradas nos enche de satisfação. Agradecemos aos clientes, representantes e colaboradores que são parte fundamental desta conquista”, diz Vinicius Geremia, Diretor da Gebb Work.


2 - Priorização da estabilidade, benefícios e aposentadoria

Saúde e segurança foram temas recorrentes nos últimos semestres devido a grande crise que a pandemia propiciou. Com isso, as pessoas passaram a associar os termos “segurança e previsibilidade”, que tanto foram questionados pela geração do milênio, com condições indispensáveis na carreira. Segundo o canal “Na prática”, as pessoas começarão a reavaliar as finanças e a necessidade do famoso “Plano B” quando se trata de trabalho.


3 - Novas culturas corporativas

Como você descreve a cultura corporativa do seu trabalho agora que não trabalha mais presencialmente? Ao relatar as empresas para as quais trabalham, os colaboradores costumavam elencar características como localização, decoração e até mesmo a disposição dos móveis. Como posicionar o seu negócio de forma a ser uma marca positiva quando os meios de impacto mudaram? A resposta é de simples teoria e de desafiadora prática: criando uma nova cultura corporativa. Cases da Google e Amazon vem se destacando na questão, uma vez que foram rápidas ao entender as novas necessidades do corpo colaborativo.


4 - LinkedIn como protagonista na busca por novos talentos

A rede social já vinha há um bom tempo consolidando-se como uma grande conectora de oportunidades, todavia, o processo seletivo sempre passava por etapas presenciais. Quando as entrevistas cara a cara não são mais uma opção viável, o LinkedIn passa a atuar como protagonista no mercado de recursos humanos, principalmente com o impulso do trabalho remoto, que possibilita a contratação de profissionais de diferentes localidades. Você acompanha a Gebbwork por lá?

Com tantas mudanças repentinas, dois valores se tornaram ainda mais indispensáveis no cotidiano de quem trabalha: qualidade e conforto. A boa notícia é que essas são características intrínsecas no catálogo de produtos da Gebbwork. Ao optar pelas soluções oferecidas pela empresa, que tem mais de uma década de experiência, você garante que o seu escritório continue funcional e moderno frente a toda e qualquer adversidade mercadológica.

Que tal conferir os produtos disponíveis?